Agressão doméstica

Pesquisa mostra que 16 milhões de mulheres sofreram algum tipo de agressão no Brasil em 2018

The following has not yet been verified. Please improve it by logging in and editing it. If you believe that is not sufficient to solve the problem, please discuss it with the community on the Talk Page. If you think that this article should be removed, please contact [email protected]
  1. 52% das vítimas não fizeram nada após sofrer algum tipo de violência
  2. 66% das mulheres de 16 a 24 anos sofreram algum tipo de assédio no último ano

Relatório divulgado pela ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) nesta terça-feira (26) aponta que 27,4% das mulheres sofreram alguma violência ou agressão de gênero no Brasil, nos últimos 12 meses.

O relatório intitulado “Visível e Invisível: a vitimização de mulheres no Brasil” foi encomendado pela FBSP e apresenta dados levantados pelo Instituto Datafolha. A pesquisa foi realizada com 2084 pessoas em 130 municipalidades do país, nos dias 04 e 05 de Fevereiro de 2019.

“Os dados indicam que o volume de mulheres vítimas de violência todos os dias é altíssimo, e que mais da metade não busca nenhum tipo de ajuda, nem do poder público, nem da família e dos amigos”, afirmou a diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Samira Bueno, em comunicado divulgado à imprensa. Os números de mulheres que não denunciam as violências sofridas continuam iguais aos reportados em 2016, no qual 52% das vítimas não fizeram nada após sofrer algum tipo de violência e, por outro lado, 10,3% procuram uma delegacia da mulher e 8% procuram uma delegacia comum.

Mulheres jovens relatam maiores níveis de vitimização, com 42,6% das mulheres de 16 a 24 anos afirmando ter sofrido violência nos últimos 12 meses. Mulheres negras também apresentam porcentagens maiores de violência do que mulheres brancas e pardas.

O estudo também apresentou resultados acerca dos assédios sofridos pelas mulheres em locais públicos. Com a proximidade do Carnaval, chama a atenção o fato de que 66% das mulheres de 16 a 24 anos sofreram algum tipo de assédio no último ano. 15% das entrevistadas nesta faixa etária foram abordadas de maneiras agressivas durante baladas, com contato físico, enquanto 10% das mulheres foram agarradas ou beijadas sem seu consentimento.

O Brasil conta com um conjunto de leis para a proteção da mulher e punição dos crimes, como a Lei Maria da Penha. No entanto, o país é o quinto país no mundo em números de feminicídios, de acordo com dados divulgados pela FLACSO Brasil e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2015.

 

Foto por: Lívia Spencer

  • TODO tags

      Is there a problem with this article? [Join] today to let people know and help build the news.
      • Share
        Share

      Subscribe to our newsletter

      Be the first to collaborate on our developing articles

      WikiTribune Open menu Close Search Like Back Next Open menu Close menu Play video RSS Feed Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Follow us on Instagram Follow us on Youtube Connect with us on Linkedin Connect with us on Discord Email us